O seu browser está desatualizado!

Atualize o seu browser para ter uma melhor experiência e visualização deste site. Atualize o seu browser agora

×

REGRAS: ATACADO E VAREJO

Nós vendemos no atacado e no varejo. As joias tem descontos variados que vão ate 40%:

  • - Compra mínima de R$ 700,00;
  • - Quantidade mínima: 12 peças.

Obs.: Não é possível comprar no atacado menos de R$ 700,00 e menos de 12 peças.

A troca somente será feita de acordo com a nossa política de trocas. Não trabalhamos com vendas consignadas no e-commerce.

ou

Judaísmo para todos

Autor: Bernardo Sorj

Código: 02.620/02.620
R$ 38,00 1x de
QTDE
COMPARTILHE
O que é ser judeu? O judaísmo está relacionado necessariamente a crenças religiosas? Bernardo Sorj apresenta nesta obra um trabalho que mostra que o judaísmo é pluralista, se adapta à sociedade e incorpora valores.

Em Judaísmo para todos, Bernardo Sorj, defende a pluralidade da religião judaica. Ele mostra como a maioria dos pensadores judeus e dos movimentos sociais judaicos modernos definiram seu judaísmo sem referência à crença em Deus e seus mandamentos. O autor faz um breve panorama da história da religião e revela as causas da atual crise pela qual o judaísmo moderno passa. O livro apresenta uma visão da história judaica em que a doutrina se adapta à sociedade e aos novos valores. A questão central, segundo o autor, é escolher o judeu que cada um quer ser. Bernardo Sorj revela como, atualmente, grande parte dos judeus não se filia a correntes religiosas e é cética em relação à existência de Deus. Ele explica que isso ocorre devido ao apelo decrescente dos movimentos judaicos não religiosos, como o Sionismo ou o Bund, que renovaram o judaísmo no século XX. Segundo o autor, a crise do judaísmo moderno é fruto das transformações que as comunidades judias e as sociedades de uma forma geral sofreram nas últimas décadas. Para Sorj, a globalização, a disseminação do discurso dos direitos humanos e o multiculturalismo minimizaram o conflito da condição judia. Esta nova condição revelou os problemas e as contradições da percepção da realidade até então reinante. As ideias do autor podem ser exemplificadas por grandes personalidades da história que assumiram uma postura diferenciada em relação ao judaísmo: Freud, Einstein, Spinoza, Hanna Arendt, Modigliani, Chagall e Kafka não se basearam em livros sagrados ou mandamentos divinos para afirmar uma identidade judaica.

Ano da Edição: 1981

País de Origem: Brasil

Idioma: português

Editora: Civilização Brasileira

Ano da Edição: 2010

Páginas: 176

ISBN: 9788520009086

Acabamento: Brochura

PRODUTO ADICIONADO AO CARRINHO

Itens Relacionados

Identidades Judaicas no Brasil Contemporâneo

R$ 35,00

Uma Letra da Torá

R$ 50,00

Um Estado, dois Estados

R$ 45,00

Jerusalém - A Biografia

R$ 89,90

Comentários

Seja o primeiro a deixar um comentário!

Comente

*campos obrigatórios

Você possui 1 item no seu carrinho!

QUEM COMPROU, VIU TAMBÉM: